Happy Hour Abraps 2017

Quinta-feira, 14 de dezembro a partir das 18h00

Olá!  Vamos nos reunir do deck central da Vila Butantã para uma confraternização entre os associados Abraps!

Celebrar as conquistas e se animar pra muito mais em 2018. O local dispõe de várias opções de food trucks com bebidas e comidas, além de ser de fácil acesso do metro Butantã (linha amarela) e pela Marginal Pinheiros (ponte Eusébio Matoso). (mapa)

GT Eventos

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

2º Café com Impacto Campinas com Dr. Antônio Ludovico Beraldo.

2º Café com Impacto Campinas
Convidado especial: Dr. Antônio Ludovico Beraldo.
Docente titular aposentado da UNICAMP.
Experiência em Engenharia de Construções Rurais, atuando no aproveitamento de resíduos agroindustriais na construção. Co-autor do livro “Bambu de corpo e alma”.

Data: 2 de Dezembro de 2017.
Horário: 9:30h
Local: Espaço Sustentável Recicle & Galppao.
Rua. Guarapari, 161 – Lot. Alphaville Empresarial Campinas.

VAGAS LIMITADAS!!!! EVENTO GRATUITO!!!

Para se inscrever clique aqui

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

Benefícios para os associados em Dezembro

Confira abaixo os benefícios para associados da Abraps em dezembro!

Curso Lógica na elaboração e gestão eficiente de projetos
12 e 13 de dezembro – São Paulo
Parceria entre o Instituto Filantropia e Abraps oferecem 30% de desconto neste curso. >>> mais informações

Curso BSD Consulting: Programa de Treinamento Certificado GRI Normas
11 e 12 de dezembro – Rio de Janeiro
13 a 15 de dezembro – São Paulo
Parceria entre a BSD Consulting e Abraps, oferecem 10% de desconto para os associados neste curso. >> mais informações

Benefícios permanentes:

Uol Educação
–        20% de desconto em diversos cursos >> veja a lista de cursos
–        12% de desconto em Pós-Graduação >> mais informações
Centro Universitário Celso Lisboa – Rio de Janeiro
–        30% de desconto no valor da mensalidade dos cursos de GRADUAÇÃO, LICENCIATURAS E TECNÓLOGOS – SUPERIORES PROFISSIONAIS e PÓS-GRADUAÇÃO (excluindo-se os meses de janeiro e julho, referentes à renovação de matrícula) >> visite o site!

LASSU – Laboratório de Sustentabilidade – USP
–        10% de desconto nos MBAs: Inovação de Tecnologias Digitais e Governança e Gestão Integrada de Resíduos Sólidos >> visite o site!
 
Para se tornar um associado, acesse: http://abraps.org.br/2016/beneficios/

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

Lógica na elaboração e gestão eficiente de projetos

É importante tratar da lógica na elaboração e gestão de projetos por ser esse um ponto importante na organização das ideias, da prática, da implementação e da avaliação do projeto. É por meio da lógica do projeto que se mantém uma linha que permite que a ideia saia do papel e alcance os resultados esperados. O objetivo dessa oficina é proporcionar uma reflexão aos participantes sobre as diversas etapas de um projeto e auxiliar os mesmos com informações para uma gestão eficiente e eficaz do mesmo do início ao fim.

Com: Adriana Ielo Deróbio, Diretora Executiva da Communitaria Consultoria Social. Graduada em economia e, especialista em Economia Social e Solidária, Gestão e Elaboração de Projetos e Desenvolvimento Local, Pós -Graduada em Gestão e Responsabilidade Social. Tem 18 anos de experiência em gestão de projetos sociais e em orientações estratégicas e operacionais para organizações sociais.

Dias 12 e 13 de dezembro (carga horária: 16 horas)

Conteúdo Programático

  • Teoria da mudança
    • Análise de cenário
    • Visão de futuro do projeto
  • Planejamento e elaboração de um projeto
    • Perguntas chaves para uma boa elaboração
    • Estruturação clara e eficiente
  • Gestão Lógica de Projetos
    • Estrutura lógica
    • Monitoramento de resultados e gestão
    • Indicadores para monitoramento institucional
    • Indicadores para monitoramento de projetos
    • Visão de impacto
  • Análise de cenários, resultados e impactos
    • O Quadro Lógico
    • Visão final da teoria da mudança

Público-alvo: Gestores e captadores de recursos de organizações sociais, Empreendedores sociais, Gestores de áreas de responsabilidade social de empresas, instituições de ensino e entidades sindicais.

Associado Abraps tem 30% de desconto neste treinamento.
Solicite seu cupom pelo e-mail: comunicacao@abraps.org.br

INSCREVA-SE – CLIQUE AQUI

GT CURSOS

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

WHAT DESIGN CAN DO 2017 – São Paulo/SP

O evento deste ano terá a presença do idealizador, fundador e atual diretor da Abraps – Marcus Nakagawa que abordará o tema Liderança para sustentabilidade: Profissionais pelo desenvolvimento sustentável e Empreendedores Sociais

SITE DA WDCD
http://www.whatdesigncando.com

SESSÕES DE ATIVAÇÃO
http://www.whatdesigncando.com/brazil-2017/breakout/circular-brands-and-design-leadership/

PROGRAMA DO EVENTO
http://www.whatdesigncando.com/brazil-2017/programme/

 

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

Clube Abraps com Andre Saraiva do PRAC – Programa de Responsabilidade Ambiental Compartilhada

Hoje foi dia de Clube Abraps e tivemos a excelente oportunidade de conversar com André Saraiva, idealizador do Programa de Responsabilidade Ambiental Compartilhada (PRAC) e referência no setor de gestão de resíduos sólidos.


Muito antes da economia circular e da análise de ciclo de vida de produtos estarem em voga, André trouxe esses conceitos para o Brasil. Inspirado na ideia de reinserir os resíduos com valor agregado de volta na cadeia produtiva, há 16 anos André criou o PRAC. Inicialmente o programa foi criado para a
 venda de baterias produzidas a partir dos insumos gerados através desta reciclagem. Hoje a empresa atua principalmente com a prestação de serviço, vendendo energia e agregando a logística de recolhimento de baterias à entrega dos novos produtos.

Além de conhecer o modelo de sucesso do PRAC, André compartilhou conosco seu caminho até o estabelecimento do negócio e como se tornou referência no setor. Os participantes do evento envolvidos em suas Startups para gerenciamento e tratamento de resíduos sólidos puderam se beneficiar da visão de negócios do André. Foi destacada a importância de se focar a qualidade do serviço prestado e os benefícios ambientais em lugar dos ganhos financeiros. Muito foi conversado também sobre a estratégia de se compartilhar os conhecimentos e assim mudar a percepção da sociedade sobre o problema que se deseja combater e, assim, converter novos clientes e valorizar a qualidade do serviço prestado.

Pudemos ainda conhecer a Tamarana, central de reciclagem das baterias. A preservação ambiental em seu entorno reafirma a preocupação da empresa com os parâmetros de qualidade durante o processo de reciclagem. Além da questão ambiental, conhecemos também o PRACtique Responsabilidade Social e o Radar Ambiental, ferramentas baseadas nos pilares do Pacto Global da ONU e nos parâmetros do GRI, para agregar valor ao ISE das empresas que aderem ao PRAC.

Agradeço aos participantes Carlos Conde Regina, da Abraps; Eduardo Prates da Ecocircuito; Gabriela Maibashi, do Instituto GEA; Regina Comar da Bioreciclo e Teresa Rossi, da Find Resolution, pelas importantes contribuições que fizeram durante a conversa. Saímos todos muito inspirados em sair acendendo as luzes que nos levarão por um caminho de maior sustentabilidade ambiental, social e financeira!

Ana Carolina Vieira Araújo
Coordenadora do GT Clube Abraps

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

Convite para a 9a. REUNIÃO OPERATIVA Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável

Boa tarde

Estamos indo para a 9a. reunião operativa da Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável, a nossa última reunião operativa do ano, onde todos os associados são sempre convidados a participar e contribuir com a organização.

Esta reunião acontece mensalmente, e vamos fazer os acompanhamentos dos projetos e ações que estão em andamento. Qualquer associado em dia com as suas obrigações pode participar, dar suas ideias e se voluntariar para liderar e executar um projeto com apoio da organização e todos os não associados são bem vindos para conhecer os trabalhos da associação.
Agradecemos a parceria do Conjunto Nacional que nos hospedará, por mais um semestre uma vez por mês em uma de suas salas de reunião no Edifício HORSA I no 24ᵒ andar

Contamos com a presença de todos

9a. REUNIÃO OPERATIVA Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
DATA: Quinta-feira, 30 de novembro das 19 às 22 horas.
LOCAL: Conjunto Nacional – Av. Paulista, 2073 – Ed. ORSA I – Consolação, São Paulo – SP – 24ᵒ andar
(ao lado da entrada principal da Livraria Cultura se localiza a entrada do Edifício Horsa I, com seguranças, recepcionistas e os elevadores)

às 19h00 início das atividades da Nona Reunião Operativa

19h00 – Abertura da Reunião – Diretoria da Abraps – Avisos

19h15 – Diretoria de Planejamento Estratégico – monitoramento dos GTS

19h30 – Apresentações dos GTs – balanço das principais realizações + planejamento 2018 (macro ações) – nesta reunião será definido o calendário de reuniões individuais com todos os GTs

GTs Ativos – Captação de Recursos, Cursos, Clube Abraps, Pesquisa, ODSTalks, Empregabilidade, Prêmio, Parcerias, Negócios, Voluntariado, Captação de Recursos, Visão Abraps e Comunicação

21h30 – Outros temas – Campanha Novos Associados e Renovação Anuidade 2018
Outros

22h00 – Encerramento

Por favor, confirme a sua presença no link abaixo, pois o prédio exige uma lista prévia para autorização de entrada:

Confirmação de Participação na Nona Reunião Operativa

Para saber quem são os profissionais Associados Ativos hoje na Abraps clique aqui

Renove até 31 de dezembro sua Associação para 2018, mantendo os valores da anuidade de 2017

Para se associar clique aqui e preencha a ficha de associação, onde constam as informações sobre as formas de pagamento da anuidade

É só efetuar um depósito identificado na conta da Abraps, no valor de R$ 100,00 (cem reais) de acordo com os dados abaixo,
Dados Bancários
Banco Santander
Agência: 3832
c/c: 130060017
Favorecido: Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
CNPJ: 14.722.400/0001-15

Enviar uma cópia do comprovante de depósito identificado para o e-mail: contato@abraps.org.br

e/ou se preferir faça o pagamento de sua anuidade pelo PagSeguro

à vista – uma parcela anual de R$ 100,00 (cem reais) – https://pag.ae/bcjvKFZ

Em 2018 a Associação será reajustada para R$ 120,00 (cento e vinte reais)/anuidade

E por fim assinem o Manifesto 17:30 – www.manifesto1730.com.br

Aguardamos vocês lá.

Diretoria Abraps

Para mais informações envie um e-mail para contato@abraps.org.br

Abraps – Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável
www.abraps.org.brcomunicacao@abraps.org.br

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

VII Fórum de Sustentabilidade – Inovações e práticas de excelência em Educação, Comunicação e Informação Socioambiental

VISÕES E SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS

Inovações e práticas de excelência em 
Educação, Informação e Comunicação Socioambiental

Cases e Projetos e APPs de Sustentabilidade certificados pelo Programa Benchmarking

30/11 – 5a feira – 9h/12 – Av. Paulista, 1439

Inscreva-se clicando aqui

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

I Café com Impacto – SANTOS/SP

Você é nosso convidado para o nosso primeiro Café com Impacto em Santos!

Nossa primeira edição na cidade contará com a presença especial de Marcus Neves Fernandes, que em sua carreira como jornalista há 25 anos já foi correspondente do Jornal Folha de São Paulo, repórter do Diário Popular e editor do jornal A Tribuna, onde também criou e editou o caderno “Ciência e Meio Ambiente”. Atualmente, é coordenador de políticas ambientais da Prefeitura de Santos e editor da revista da Associação Brasileira de Planetários

 

 Venha tomar um café da manhã com a gente e bater um papo sobre os desafios da sustentabilidade.

O evento é gratuito e as vagas são limitadas.

Para se inscrever clique aqui

Data: 11 de novembro às 10h. 

Local: Manuia Café, na Rua Azevedo Sodré, número 51, Boqueirão – Santos/SP

Aguardamos você em mais este encontro!

Se tiver amigos e/ou contatos em Santos e puder nos ajudar nesta divulgação, agradecemos

Visão Abraps

 

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário

PIB mais PIV, será que um novo foco de luz no final do túnel?

Agora além do PIB (Produto Interno Bruto), indicador da macroeconomia que mede o nível da atividade econômica de uma determinada região, o Brasil passará a ter o PIV (Produto Interno Verde), que baseado em um Projeto de Lei do Otávio Leite (PSDB-RJ) de 2011, o Presidente da República Michel Temer, promulgou em 17 de outubro de 2017 a Lei 13.493, que instituição o novo indicador, tendo apenas um veto.

O PIV será utilizado para calcular o patrimônio ecológico e natural do nosso Brasil, que segundo o artigo 1º da Lei que o promulga, a responsabilidade pelo cálculo e publicação será do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), órgão subordinado ao Ministério do Planejamento, que também é responsável pelo cálculo e publicação do PIB.

Em princípio, o PIV deverá mensurar temas relevantes ao processo de desenvolvimento sustentável do país, como estoques e níveis de utilização dos recursos hídricos, florestas, biodiversidade, energia, emissões entre outros fatores fundamentais a esta agenda.

Diante deste contexto, para nós profissionais que trabalham pelo desenvolvimento sustentável a criação de um índice desta natureza, certamente é vista com bons olhos e muitas expectativas. Há anos, muitos acadêmicos, profissionais da área e até economistas tecem críticas construtivas sobre as limitações a capacidade real do PIB de medir sozinho o nível de progresso.

Contudo, a criação da Lei que estabelece o PIV, deve ser vista com atenção por todos e arrisco dizer, com algumas ressalvas. Isso porque, existem pontos importantes que ficaram em aberto ou pouco esclarecidos no curto texto da lei com somente de três artigos.

Um deles é sobre a periodicidade da publicação do PIV, que segundo a Lei, será calculado anualmente, sempre que possível. Sem dúvidas este é um ponto de atenção, porque se estamos avançando a ponto de mensurar fatores ambientais, que são essenciais a verificação das condições do nível de progresso e desenvolvimento de uma sociedade, ter uma definição de periodicidade flexível como estas é no mínimo estranho, ou em uma segunda leitura, passa uma mensagem que este será um indicador de importância secundária, ou seja, sendo possível, faremos.

Outro ponto de atenção está no como de fato o indicador será medido, assim como seu processo de mensuração. Neste quesito, a Lei se limita a informar que o cálculo deverá levar em consideração critérios e dados tradicionalmente utilizados sobre o patrimônio ecológico nacional e ainda, deverá ser feito com base em iniciativas nacionais e internacionais semelhantes. A lei ainda traz um complemento em aberto com a seguinte diretriz: O PIV deverá possibilitar a convergência com sistemas de contas econômicas ambientais adotadas em outros países, permitindo assim, sua comparabilidade. 

Indo um pouco mais além, o texto da Lei ainda informa que a metodologia para o cálculo do PIV deverá ser amplamente discutida com a sociedade e as instituições públicas, incluindo o Congresso Nacional, antes que seja instituído um sistema de contas econômicas ambientais oficiais no Brasil 

Desta forma, temos aqui um dos principais pontos de atenção e diria de atuação dos profissionais que atuam sobre a agenda do desenvolvimento sustentável, seja na iniciativa privada, instituições públicas, universidades e organizações não governamentais. Isso porque, da forma como a Lei foi promulgada, temos apenas um texto de intenções sobre o que poderá ser o PIV. Sua efetivação deverá vir por meio de decreto regulamentador e neste caso, como profissionais que militam na área, temos o dever e a responsabilidade de acompanhar de perto a evolução deste processo e debate. Acredito que que há um nível de consenso sobre a importância e relevância de termos um indicador oficial entre os profissionais que trabalham pelo desenvolvimento sustentável, dada sua relevância uma vez que será possível medir e entender a relação do progresso das atividades econômicas, associadas ao nível de impactos sobre os recursos e serviços ambientais de uma determinada região.

Além disso, não podemos nos furtar da lembrança que a promulgação da Lei que institui o PIV, acontece em meio a turbulências recentes sobre decisões e direcionamentos considerados equivocados na agenda do desenvolvimento sustentável pelo Governo Federal, a exemplo do Decreto Governamental 9.159 de 29 de agosto de 2017, que destituí de forma unilateral a Reserva Nacional do Cobre e Associados (Renca), parte do território amazônico do tamanho do Espírito Santo, sob a argumentação de que área já haviam pequenos garimpos irregulares, uma lógica estranha de resolver o problema legitimando o mesmo.

Recentemente, tivemos também a portaria 1.129/2017 publicada em 13 de outubro de 2017, pelo Ministro do Trabalho e Emprego Ronaldo Nogueira, revendo critérios de enquadramento do trabalho forçado e análogo a escravo, assim como os critérios de publicação das pessoas físicas e jurídicas na chamada “Lista Suja” do Ministério. Ato que gerou clamores públicos e rejeição na própria pasta, com a publicação da nota técnica da SIT (Secretaria de Inspeção do Trabalho), afirmando que a portaria do Ministro traz dispositivos “manifestamente ilegais” e solicitando a imediata revogação da mesma. Infelizmente é notório que a exploração do trabalho análogo a escravo ou degradante, em muitas situações está diretamente associada a práticas exploratórias e irresponsáveis dos recursos naturais.

Longe de ter um olhar pessimista, mas talvez cético e por isso, ficam algumas dúvidas, sobre a promulgação da Lei que institui o PIV. Será que estamos mesmo diante de uma iniciativa que nos permitirá avistar um novo foco de luz no fim do túnel? Será mais um texto legal, dos quais vamos nos orgulhar por compor o “hall” de um dos melhores arcabouços legais na área ambiental?

Somos um pais reconhecido internacionalmente por ter um conjunto de Leis ambientais bem desenvolvidas, mas internamente, sabemos que muito ainda está no papel e muitos são os desafios de efetivação deste arcabouço. Portanto, vamos trabalhar para que o PIV seja mais que uma Lei e isto, certamente dependerá do envolvimento de todos os profissionais e pessoas que de alguma forma trabalham em pró de um processo de desenvolvimento mais sustentável da nossa sociedade.

Fabiano Rangel é presidente da Abraps (Associação Brasileira dos Profissionais pelo Desenvolvimento Sustentável).

Publicado em Notícias Abraps | Deixe um comentário